Rio 2016

Indícios apontam que incêndio no Parque Olímpico pode ter sido criminoso

O fogo começou num container instalado na área externa do Centro Olímpico de Tênis
08/01/2016 09:20 - Atualizado em 08/01/2016 09:20
Por ahe!
RIO

De acordo com os primeiros levantamentos de perícia realizados pela EOM (Empresa Olímpica Municipal), o incêndio que atingiu o Parque Olímpico do Rio de Janeiro, onde acontecerão boa parte das competições dos Jogos, pode ter sido criminoso. O fogo começou num container instalado na área externa do Centro Olímpico de Tênis, uma das instalações esportivas do local.

O incêndio começou por volta das 15h desta quinta-feira. Horas antes, ex-funcionários do consórcio que construiu o Centro de Tênis da Rio-2016 protestavam em frente ao Parque Olímpico alegando falta de pagamento de verbas rescisórias. Segundo a Polícia Civil, um inquérito foi instaurado na 42ª Delegacia de Polícia para apurar as causas do incêndio. Uma perícia foi solicitada e um vigilante já prestou depoimento.

A EOM chegou a informar que, ainda na quinta, quatro operários haviam sido detidos. Depois, em nota oficial, o órgão comunicou que só uma pessoa foi levada à delegacia para averiguações. O órgão disse também que o incêndio foi de pequenas proporções. Apesar disso, teve chamas altas e expeliu muita fumaça. O fogo foi controlado pela brigada de incêndio do centro de tênis em cerca de 15 minutos.

No container atingido pelo fogo, havia resíduos da obra do Centro Olímpico de Tênis e parte de um escritório para gestão da construção. Segundo a EOM, arenas de tênis não foram atingidas pelo fogo.

Posicionamento da Prefeitura sobre o incêndio no Parque Olímpico:

No início da tarde desta quinta-feira houve um incêndio em um contêiner de escritórios do consórcio Ibeg/Tangran/Damiani, responsável pelas obras do Centro de Tênis do Parque Olímpico Rio 2016, na Barra. O fogo foi na área externa, não afetou a instalação esportiva e durou cerca de 15 minutos. As chamas foram controladas pela brigada de incêndio interna do Parque Olímpico. O Corpo de Bombeiros foi acionado e cuidou do rescaldo. O local estava vazio e não houve feridos.

Há indícios de que o incêndio foi criminoso. A Polícia Militar ouviu algumas pessoas no local e um ex-funcionário da obra foi levado para a delegacia para averiguações.


compartilhar no