Vôlei

No retorno de Murilo, Brasil joga bem e derrota novamente a Sérvia pela Liga Mundial

Seleção já está garantida na Fase Final do torneio que será no Rio de Janeiro
31/05/2015 12:09 - Atualizado em 31/05/2015 12:31
Por ahe!
RIO

O Brasil conseguiu sua segunda vitória na Liga Mundial e manteve os 100% de aproveitamento no grupo A da competição. Neste domingo, no Mineirinho, em Belo Horizonte, a seleção, que teve o retorno de Murilo após cumprir suspensão, foi superior do início ao fim e derrotou a Sérvia por 3 sets a 1 (25/18, 25/20, 19/25 e 25/22). No primeiro jogo, na sexta-feira, o time nacional fez 3 sets a 2 (24/26, 25/17, 25/22, 26/28 e 15/11).

Na próxima semana, nos dias 5 e 7 de junho, a seleção receberá a Austrália, em São Bernardo do Campo (SP). A Itália, com seis pontos, lidera o grupo, contra cinco do Brasil, um da Sérvia e zero dos australianos.

O Brasil, maior campeão da Liga Mundial (nove títulos), mas que não vence desde 2010, tendo sido vice em 2011, 2013 e 2014, já está garantido na Fase Final. O ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, será palco da disputa pelo título entre os dias 15 e 19 de julho.

A chave B tem Polônia, Rússia, Irã e Estados Unidos. Os dois primeiros dos grupos A e B, além do Brasil, avançam à Fase Final. O sexto e último país virá do campeão entre os grupos C (Argentina, Bulgária, Canadá e Cuba), D (Coreia do Sul, França, Japão e República Tcheca) e E (Bélgica, Finlândia, Holanda e Portugal).

O jogo

O Brasil, ao contrário da partida anterior, entrou em quadra mais disposto. Foi logo abrindo vantagem, indo para as duas paradas técnicas à frente do marcador: 8/4 e 16/11. A seleção continuou absoluta, fez 20/14 e fechou a parcial com 25/18.

A Sérvia voltou melhor para o segundo set e fez 4/1. Porém, a seleção logo se arrumou, novamente comandou as ações, foi para a primeira parada técnica com 8/6 e abriu vantagem (16/11). Superior, o Brasil fez 2 sets a 0 anotando 25/20.

A Sérvia veio para o terceiro set para o famoso “tudo ou nada”. O Brasil, sentado na vantagem, deixou o adversário crescer na parcial e não teve poder de reação: 25/19. No quarto, os sérvios se animaram com a possibilidade de forçar o tie-break, enquanto a seleção acordou para definir logo a partida. Numa parcial equilibrada, o time brasileiro deu números finais ao confronto com 25/22.

 


compartilhar no