Vôlei

Bernardinho abre as portas da seleção brasileira para o cubano Leal

Ponteiro caribenho do Sada Cruzeiro já está em processo de naturalização
14/04/2015 17:10 - Atualizado em 14/04/2015 17:10
Por ahe!
RIO

No último domingo, após o título da Superliga pelo Sada Cruzeiro, o cubano Leal declarou sua vontade de se naturalizar brasileiro, atuar pela seleção e defender o país verde e amarelo nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. Questionado sobre o assunto, o técnico Bernardinho abriu as portas para o ponteiro caribenho.

- Se ele virar cidadão brasileiro e com a sua capacidade técnica, vamos olhar com carinho e atenção. E quem sabe um dia pode contribuir com a seleção brasileira - disse Bernardinho, que tem no momento os seguintes jogadores para a posição: Lipe, Lucarelli, Lucas Loh, Maurício Borges, Murilo e Samuel.

Leal, que está no Sada Cruzeiro desde a temporada 2012/2013, não pode mais atuar por Cuba, já que o país só permite que os atletas os representem se eles não deixarem a ilha caribenha. No Mundial de 2010, na Itália, o ponteiro esteve no grupo vice-campeão que perdeu a final justamente para o Brasil.

Na segunda-feira, Bernardinho convocou 25 jogadores para torneios e amistosos que o Brasil terá em 2015. A novidade ficou por conta do retorno do líbero Serginho, que tinha se aposentado da seleção após a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Londres-2012.

 

Veja mais: Ex-miss e musa, Luciane Escouto posta foto com o filho recém-nascido


compartilhar no