Tênis de mesa

Brasileiro Hugo Calderano atinge melhor ranking mundial da carreira

Mesatenista de 18 anos salta para a 56ª posição no adulto e entra no top 10 sub-21
05/01/2015 20:02 - Atualizado em 05/01/2015 20:02
Por ahe!
RIO

Hugo Calderano começou o ano com uma ótima notícia: no ranking mundial de janeiro divulgado pela Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF), o mesatenista, de 18 anos, atingiu a melhor colocação da carreira. Com 2.157 pontos, ele saltou da 61ª para a 56ª posição, superando o 57º lugar alcançado em setembro de 2014. Brasileiro melhor colocado na lista, Gustavo Tsuboi se manteve praticamente estável, caindo de 38º para 40º.

No mês de dezembro, Calderano conquistou o bronze no torneio sub-21 do Grand Finals do Circuito Mundial 2014, na Tailândia. O feito lhe rendeu ainda uma importante ascensão no ranking da categoria, em que foi de 11º para oitavo.

Ainda no adulto masculino, outros brasileiros entre os 300 melhores do mundo subiram no ranking: Cazuo Matsumoto (82º para 76º), Thiago Monteiro (144º para 134º) e Vitor Ishiy (282º para 266º). Humberto Manhani, que no fim do ano conquistou a seletiva da seleção olímpica para 2015, também teve um importante avanço, indo da 307ª posição para a 285ª.

No ranking adulto feminino, as brasileiras não tiveram grandes mudanças. Caroline Kumahara desceu um posto e é a 120ª colocada. Já as outras três atletas da seleção subiram: Lin Gui (150ª para 148ª), Ligia Silva (168ª para 166ª) e Jessica Yamada (203ª para 201ª).

No ranking mundial sub-18 feminino, as três brasileiras que disputaram o Mundial juvenil, no fim do ano passado, na China, conseguiram importantes avanços. Bruna Takahashi saltou de 47ª para 34ª, enquanto Leticia Nakada chegou à 41ª posição (era a 75ª, em dezembro) e Alexia Nakashima, à 149ª (197ª).

A lista sub-18 masculina apareceu pela primeira vez sem Hugo Calderano e Massao Kohatsu, que não poderão mais disputar competições juvenis. Assim, Gustavo Yokota passou a ser o brasileiro melhor ranqueado, saltando da 94ª para a 51ª posição. Já Isaac Zauli foi de 143º para 91º.


compartilhar no