Pentatlo moderno

Yane Marques se diz orgulhosa com bronze e acredita que em 2016 tudo vai mudar

Dona da inédita medalha na história da competição para o Brasil, pernambucana exalta performance apresentada nas provas, principalmente na disputa da natação
12/08/2012 16:05 - Atualizado em 12/08/2012 16:31
Por AHE!
RIO

O pentatlo moderno completou 100 anos no programa Olímpico nos Jogos de Londres. E, quem fez a festa foi a brasileira Yane Marques, que conquistou neste domingo a medalha de bronze, a primeira do Brasil na modalidade na história da competição. Ainda eufórica com o feito memorável, a atleta da cidade de Afogados da Ingazeira, no sertão pernambucano, lembrou que havia previsto chegar a Londres em seu auge físico.

- Tudo que eu falei antes de chegar aqui aconteceu. Cheguei no auge da minha forma física, joguei muito bem taticamente durante as provas e, como eu falei, se tudo corresse bem, teríamos o que comemorar – disse a brasileira, que chegou na segunda série de tiros ainda na liderança.

Veja mais: Na última disputa em Londres, Yane Marques conquista medalha de bronze

Ainda sem tradição – o Brasil ficou de 1964 até 2004 sem contar com representante nos Jogos Olímpicos – e com pouco investimento, o pentatlo moderno brasileiro pode alcançar um novo patamar com a medalha conquistada por Yane Marques. No que depender da vontade da pentatleta heroína, na próxima olimpíada, o Brasil vai contar com mais atletas na disputa da modalidade.

- Estou orgulhosa, é uma responsabilidade. Eu queria que essa fosse a última Olimpíada com apenas um brasileiro participando no pentatlo, tenho certeza de que a partir de 2016 essa historia vai mudar – finalizou Yane, que saiu de uma cidade de apenas 35 mil habitantes para ganhar o mundo e fazer história.

A disputa do pentatlo moderno é dividida em cinco provas – contando os intervalos, são mais de dez horas de duração. Primeiro é realizada a disputa da esgrima; depois, a natação; na sequência, o hipismo; por último, o evento combinado (corrida e tiro).


compartilhar no