Futebol

Seleção feminina não joga bem, mas marca no fim e garante vaga nas quartas de final

Maior artilheira dos Jogos Olímpicos com 12 gols, Cristiane faz gol da classificação
28/07/2012 13:06 - Atualizado em 28/07/2012 22:38
Por AHE!
RIO

Depois de golear Camarões na estreia, a seleção feminina ficou longe de apresentar um bom futebol, neste sábado, em Cardiff, no País de Gales, mas saiu de campo com mais uma vitória no torneio olímpico e também a vaga nas quartas de final. Pela segunda rodada do grupo E, as meninas do Brasil enfrentaram a Nova Zelândia e precisaram suar para vencer por 1 a 0, com gol de Cristiane, maior artilheira em Jogos Olímpicos, agora com 12 gols.

 

Veja mais: Oscar se destaca na criação e enche os olhos de Mano Menezes

No dia em que Formiga completava 100 jogos com amarelinha - a volante é a única atleta presente em todas as edições do futebol feminino em Olimpíadas - as comandadas do técnico Jorge Barcellos esbarraram na boa marcação neozelandesa. Mesmo com Marta bem marcada, o time canarinho dominava a partida, mas não conseguia chegar ao gol. Foi justamente Cristiane a primeira brasileira a levar perigo ao gol adversário. Aos 15, ela recebeu na entrada da área e chutou ao lado da meta da arqueira Bidon.

 

Veja mais: Cristiane marca contra Camarões e se torna a maior artilheira das Olimpíadas

A Nova Zelândia só chegou com perigo ao gol brasileiro aos 26 minutos. Gregorius recebeu lançamento perto da área, obrigando a goleira Ándrea sair do gol e impedir o domínio da rival. A seleção tinha maior posse de bola, mas só voltou a ameaçar no fim do primeiro tempo, com Renata Costa cabeceando após cruzamento de Maurine. O segundo tempo foi praticamente uma repetição do primeiro, com muita marcação e poucas chances de gol.

A seleção sofria com a marcação até os 40 minutos do segundo tempo, quando uma bola cruzada na área sobrou para Cristiane. Maior artilheira em Olimpíadas, com 12 gols, ela teve calma para concluir por cima de Biden.

 


compartilhar no