Performance

A importância da preparação psicológica para os Jogos de Londres

Psicóloga do esporte ressalta a preparação emocional às vésperas da Olimpíada
16/07/2012 12:30 - Atualizado em 16/07/2012 12:38
Por Beatriz Lazarini
São Paulo - SP

Beatriz Lazarini é especialista em Psicologia do Esporte - Divulgação

Beatriz Candido Lazarini é formada em Psicologia pela Unipaulistana e pós-graduada em Psicologia do Esporte pela Universidade Castelo Branco. É especialistaem Psicoterapia Infantil (Ludoterapia) e Psicoterapia de Adultos e orientadora psicológica de atletas de todas as idades.


 

Sabe-se que a Olimpíada é um evento importantíssimo e significativo para os atletas. Desta forma, percebe-se que há modalidades onde o controle emocional faz toda diferença. Muitas vezes, considera-se um fator primordial para a vitória, mas, infelizmente, também influencia nas derrotas, pois de acordo com o nível da ansiedade e nervosismo do atleta, ele pode perder o controle emocional e ser derrotado.


Yanne Marques, representante do Pentatlo Moderno em Londres Nesse momento, entende-se o quanto a preparação psicológica é importante, pois o estado mental e emocional dos atletas tem relação direta com seu desempenho no jogo, já que o adversário mais difícil de todo o competidor é uma sequência de fatores psicológicos como o nervosismo e ansiedade. Esses são os obstáculos difíceis de superar e que são colocados diariamente no caminho pelo próprio atleta.

Hoje, a preparação psicológica é considerada indispensável na vida profissional do atleta, que precisa lidar com suas emoções dentro e fora dos jogos. A expectativa e a cobrança pela conquista da vitória é sempre motivo para o descontrole emocional. Assim, entende-se que a ansiedade é a maior inimiga do atleta. A preparação psicológica consiste em contribuir para o aperfeiçoamento dos processos psíquicos do atleta, além de desenvolverem suas habilidades de controle emocional.

Verificamos que a pressão psicológica em uma competição é presença constante na vida do atleta, assim como sentimentos de medo, raiva, frustração, que podem interferir e muito no rendimento esportivo. Por isso, o acompanhamento de um profissional da psicologia do esporte é tão importante. Com o auxílio, o atleta poderá adquirir hábitos a seu favor, como o treinamento mental que gera autoconfiança antes de durante a prova.

Seleção Brasileira de Vôlei - Divulgação
Entretanto, o que se observa na mídia e nos treinadores é uma maior preocupação com o lado técnico e tático dos atletas visando sempre a vitória e deixando o lado psicológico em segunda plano, que é um erro, pois a mente precisa estar saudável para que o corpo fique saudável.
 

Precisamos conscientizar os atletas e todos envolvidos no esporte sobre a importância do papel do psicólogo do esporte, onde seu trabalho permitirá que os atletas desenvolvam mais competência, inteligência mental e emocional, gerando um rendimento mais elevado e de alta performance.


compartilhar no