Triatlo

Fim de semana de emoções fortes para o triatlo brasileiro

Três competições nos próximos três dias podem modificar o ranking olímpico e decidir a classificação para a Olimpíada de Londres
20/04/2012 10:14 - Atualizado em 20/04/2012 10:34
Por Marco La Porta
São Paulo - SP

Marco La Porta é especialista em triatlo - DivulgaçãoMarco Antônio La Porta é graduado em Educação Física pela EsEFEx, pós-graduado em Treinamento Desportivo pela UGF, mestre em Ciência da Motricidade Humana pela UCB e mestre em Ciências Militares. Ele também é ex-aluno do Curso Avançado de Gerência Esportiva do COB e chefe da Equipe Militar Brasileira de Triatlo nos Jogos Mundiais Militares.



Este fim de semana reserva emoções fortes para o triatlo brasileiro. Serão três dias com três competições importantes que vão modificar o Ranking Brasileiro e podem decidir a classificação olímpica brasileira para Londres.
 

Pamela Oliveira - ITTU Media Hoje será realizado em Eilat, Israel, o Campeonato Europeu de Triatlo. Alguns podem se perguntar qual a importância dessa prova para o Brasil. A resposta é simples, é uma prova que conta pontos para o Ranking Olímpico e dá vaga direta aos campeões nos Jogos Olímpicos. Isso pode modificar não só as classificações no ranking como também a distribuição das vagas pelos países.


No masculino, a vaga hoje é ocupada por Alistair Brownlee (GBR), que não compete esta prova. Portanto, o atleta que vencer passará a ocupar esta vaga. Javier Gomez (ESP) é um dos grandes favoritos. Se ele vencer, nada mudará na qualificação olímpica, pois ele já possui uma vaga pelo ranking. Para os brasileiros nada muda, pois a segunda vaga já está garantida, sendo a disputa hoje meramente interna.


No feminino o quadro é diferente. A campeã do ano passado, Emmie Charayron (FRA) vai estar na prova que possui outras atletas fortes como Nicola Spirig (SUI), favorita, Jessica Harrison (FRA), Carole Peon (FRA) e Ainhoa Murua (ESP). Pamela Oliveira briga por uma vaga no Ranking Olímpico contra Mateja Simic (SLO) e Katrien Verstuyft (BEL) que competem em Eilat. A torcida brasileira é para que elas pontuem pouco ou não pontuem.

 

2ª Etapa do Campeonato Brasileiro de Triatlo


No sábado, teremos em Brasília, a 2ª Etapa do Campeonato Brasileiro de Triatlo. Reinaldo Colucci, em preparação para Londres, deve confirmar a vitória e conquistar novamente o título brasileiro. Danilo Pimentel promete vender caro a derrota de João Pessoa. O Campeão Brasileiro de 2011, Wesley Matos, lesionado, fica de fora. No feminino, Fernanda Garcia também deve confirmar o seu favoritismo, mas vê na jovem Luisa Baptista uma adversária muito difícil.


Nas categorias de idade, além do titulo brasileiro, a prova vale vaga para o Campeonato Mundial que será em outubro, na Nova Zelândia.

 

World Cup Ishigaki


Na madrugada de sábado para domingo, os que conseguirem resistir ao sono terão a oportunidade de acompanhar a disputa brasileira no Japão, na World Cup Ishigaki.  Esta prova é a mais tradicional do circuito da ITU. É realizada desde 1996 e está na sua 17ª edição.


No feminino será uma grande oportunidade para pontuação. Por não contar com várias atletas europeias, que estarão competindo no Campeonato Europeu, a prova em Ishigaki promete grandes surpresas. A estratégia de prova pode decidir as primeiras colocações. Algumas adversárias diretas da brasileira Pamela Oliveira na disputa pela qualificação olímpica estarão na prova, particularmente a equatoriana Elizabeth Bravo. As japonesas, por competirem em casa, serão grandes adversárias e prometem uma natação “pra morte” o que pode favorecer a brasileira. Um top 10 para a brasileira, chegando à frente da equatoriana seria um grande resultado.

 

Torneio de triatlo durante o Pan - Luiz Pires - VIPCOMMNo masculino, a disputa segue interna entre os brasileiros. Diogo Sclebin tentará superar seu melhor resultado em World Cups, que foi o 8º lugar, obtido em Edmonton, Canadá. Caso consiga esta marca, dependendo dos resu

ltados dos outros brasileiros, Diogo pode carimbar seu passaporte para Londres.


No entanto, Bruno Matheus, Juraci Moreira e Fábio Carvalho prometem levar esta disputa até a última prova, em Madrid, dia 26 de maio.


A prova de Ishigaki traz boas recordações para os brasileiros. São vários resultados de Top 10. Em 1996, ano de estréia da prova no circuito mundial, Leandro Macedo foi o 2º colocado e Alexandre Manzan foi o 3º. No feminino, o melhor resultado até hoje foi obtido por Carla Moreno em 2002 e Mariana Ohata em 2003, com a 5ª posição.


Agora, resta torcer para o triatlo brasileiro neste fim de semana.



compartilhar no