Vôlei

Jaqueline está pronta para ser pressionada por torcida adversária

Ponteira afirma que segurará as pontas para passar tranquilidade às companheiras
13/04/2012 16:10 - Atualizado em 13/04/2012 16:22
Por Bernardo Feital
RIO

Jaqueline - VipcommJaqueline terá trabalho duro neste sábado, às 10h, no Maracanãzinho, na final da Superliga feminina. Por ser a maior estrela brasileira do Sollys/Nestlé, ela sabe que a pressão estará toda em cima dela. Com o estádio quase em sua maioria apoiando o Unilever, a musa está preparada para ser feita de “judas” pela torcida adversária.

Veja mais: Única estrangeira da final, Hooker fica alheia à rivalidade entre Unilever e

- Como sou o cérebro da equipe, preciso estar preparada e passar tranquilidade para isso. Sei que o estádio estará azul, mas prefiro esquecer tudo em volta e só me preocupar com o jogo. Esqueço de tudo em volta – disse.

Veja mais: Na brincadeira, Camila Brait tira tensão da final e é alegria do Sollys

A ponteira, no entanto, se abstém de críticas à Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) na hora da escolha do ginásio. O Sollys/Nestlé foi o primeiro colocado na fase de classificação e verá o Unilever ter praticamente o mando de jogo, já que joga na sua cidade.

- Prefiro não entrar em polêmica nesses aspectos. Onde me colocarem para jogar, eu jogo. Fizemos a melhor campanha e jogaremos na casa da adversária, mas já estava pré-determinado. Não tinha muito o que fazer – completa.


compartilhar no