Vôlei

Cacá Bizzocchi não é mais o técnico do Medley/Campinas

Após dois anos à frente do projeto de Campinas, técnico não renovou contrato e busca novos desafios
28/03/2012 12:00 - Atualizado em 28/03/2012 12:39
Por AHE!
RIO

Cacá Bizzocchi deixa o comando do Medley/Campinas Foto: Cinara Piccolo/ Photo&GrafiaTrês dias depois da eliminação nas quartas de final da Superliga masculina de vôlei, a diretoria do Medley Campinas anuncia que o técnico Cacá Bizzocchi está se desligando da equipe. O treinador esteve à frente da equipe campineira por dois anos, período em que ajudou a formar o elenco, já que o time campineiro foi criado na temporada 2010/2011.

- Somos muito gratos pela contribuição dele ao projeto. Se em apenas dois anos o Medley/Campinas já teve resultados expressivos dentro e fora das quadras, muito se deve ao trabalho do Cacá - disse o Diretor-técnico Maurício Lima, ex-levantador e bicampeão olímpico. 

Sob o comando de Cacá, o Medley/Campinas foi, temporada 2010/2011, campeão dos Jogos Regionais, vice-campeão da Copa São Paulo, vice-campeão dos Jogos Abertos do Interior e se classificou para os playoffs da Superliga na oitava colocação. Na temporada atual (2011/2012), conquistou outra prata nos Jogos Abertos do Interior, foi vice-campeão paulista e novamente se classificou para as quartas de final, desta vez em sexto lugar.

- Deixo o cargo com a satisfação de ter ter feito parte da organização desse projeto, que em pouco tempo conquistou credibilidade que muitos demoram anos para adquirir. Isso se deve à competência de todos os profissionais envolvidos - declarou o treinador, que também comentou sobre o apoio da torcida campineira.

- Não vou me esquecer da participação da cidade e da admiração das pessoas pelo nosso trabalho. Todos queriam mais da nossa equipe na competição, mas reconheceram nosso esforço e agradeceram, pois fizemos o possível - disse Bizzocchi.

Cacá Bizzochi, 49 anos, já comandou outras equipes importantes no cenário do vôlei brasileiro, entre elas BCN/Osasco e Sollo/Tietê, no feminino, além de Banespa e Palmeiras, no masculino. Foi, também, auxiliar-técnico nas seleções brasileiras adultas masculina e feminina e integrou, ao lado do então levantador Maurício, a equipe campeã olímpica em Barcelona/92.

compartilhar no