Vôlei

Bernardinho se preocupa com lesão de medalhões e ataca calendário da seleção

Na última parte da entrevista exclusiva ao AHE!, treinador fala sobre preocupações no ciclo olímpico
26/01/2012 08:00 - Atualizado em 26/01/2012 15:59
Por Bernardo Feital
RIO

Treinador está preocupado com ciclo olímpico - FIVBAté abril, Bernardinho estará trajado de azul e só pensando em mais um título da Superliga pelo Unilever. Apesar de estar acompanhando o desempenho dos possíveis convocados para a seleção masculina, a equipe nacional é assunto ainda considerado prematuro pelo treinador. Preocupado com o caminho até Londres, ele prevê dificuldades para o Brasil.

Depois de um 2011 atípico, quando a seleção figurou nos lugares mais baixos do pódio, com um vice-campeonato na Liga Mundial e um terceiro lugar na Copa do Mundo, as expectativas pelos resultados aumentaram, assim como a insatisfação de Bernardinho com o calendário internacional.

Nesta última parte da entrevista exclusiva ao AHE!, o técnico da seleção masculina ataca a federação internacional, "ignora" Liga Mundial e se mostra preocupado com as lesões dos ‘medalhões” da seleção.

Capítulo 3 - Seleção Brasileira

AHE! – Nesta etapa, existe alguma preocupação com o andamento do projeto olímpico?

Bernardinho – Temos problemas no aspecto físico que preocupam um pouco. O Giba ainda não conseguiu ter uma sequência de jogos e segue machucado. O Dante ainda está bem abaixo do seu potencial muito por conta do seu problema no joelho. Atrapalha um pouco este momento de alguns dos nossos atletas.

Bernardinho e Rubinho observam equipe - CBVAHE! – O calendário apertado também contribui para a situação?

Bernardinho - Nosso tempo de preparação é pequeno e temos uma Liga Mundial poucos dias antes dos Jogos Olímpicos. Isso é um absurdo e não posso crer que a federação internacional consiga planejar dois campeonatos tão pertos. Temos de repensar nossa participação na Liga Mundial e determinar prioridades.

AHE! – Então o resultado da Liga Mundial não será importante neste ano?

Bernardinho - Vamos buscar o resultado sempre, mas os Jogos são mais importantes. Aqui no Brasil não podemos ter esta postura de não almejar a vitória. A cultura é do resultado e isso será cobrado. Não podemos e não vamos entrar vencidos, mas existem muitas seleções que podem complicar a nossa vida.

Veja mais:

Bernardinho sintoniza na essência e utiliza observação como método de trabalho

Bernardinho nega favoritismo e busca perfeccionismo na Superliga


compartilhar no