Performance

Centro de Treinamento no Rio será referência para o esporte paralímpico

Pelo menos, 15 modalidades serão desenvolvidas para fortalecer a base e elevar a posição dos paratletas. Em construção, centro deverá ser entregue em 2013
16/01/2012 17:17 - Atualizado em 16/01/2012 17:49
Por Natália da Luz
RIO

Daniel Dias exibe medalhas após o Parapan - Marcio Rodrigues

O paradesporto vem ganhando destaque, alavancado pelo incentivo de ídolos que fazem da deficiência o menor de seus obstáculos. No dia (9 de janeiro) em que o argentino Messi foi eleito o melhor jogador de futebol do mundo, o brasileiro Daniel Dias levou o troféu de melhor nadador paralímpico. Um exemplo de potência que deve ser lapidada para que surjam novos "Daniéis" também nos gramados e quadras. Em construção no Rio de Janeiro, o maior Centro de Treinamento Paralímpico da América Latina promete ser a fonte de talentos do gênero.
  
Em uma área de 40 mil metros quadrados (sendo 23 mil metros de área construída) em Guaratiba, Zona Oeste do Rio de Janeiro, é concretizada a proposta do Instituto Superar (organização que fomenta o paradesporto), que espera finalizar o segundo dos quatro módulos do Centro de Treinamento ainda este ano, usando como marco, Londres 2012.
 
O projeto, que almeja ser um salto para a performance paralímpica brasileira, só evoluiu mesmo graças à edição 2016, que trouxe estímulo e patrocínio para as modalidades olímpicas, além de abrir suas portas aos clubes, confederações e associações, não apenas do Rio de Janeiro, mas de todo o Brasil. A capacitação é um pilar do CT que, segundo Erinaldo Chagas, diretor técnico da Associação Nacional do Desporto Deficiente, ficará a cargo do Sesi/Firjan, que também desenvolverá programas de capacitação de profissionais de educação física, fisioterapia e psicologia.

 - O trabalho dos técnicos será voltado para treinamento de alto nível, sempre buscando a excelência no esporte. A ideia é ter o que há de melhor em cada área e atuar com a equipe mais adequada em cada modalidade, além de um grupo multidisciplinar para atender aos nossos atletas - diz, em entrevista ao AHE!Centro de Treinamento em construção - Divulgação

Para isso, ele ressalta que o planejamento é estruturado pelos projetos que o Instituto já realiza, com a possibilidade de integração com programas originários de clubes, prefeituras e instituições.
 

 - A relação com as confederações já esta estabelecida: existem alguns convênios e projetos. Estas serão as principais portas de entrada para o Centro, mas não serão as únicas. 
 
 
Força na base

Em nome do alto rendimento paralímpico foram investidos R$12 milhões oriundos de apoiadores como a Unimed, Ale Combustíveis, You Move, IBM, Supermercados Prezunic e Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência. Para incrementar esse processo, os patrocinadores lançam iniciativas que estimulam a participação de clubes, atletas e a sociedade como, por exemplo, a campanha “Dia de Sonho”, do supermercado Prezunic, que vende doces em suas lojas, destinando 50% à performance para o pós-2016. 
 

 Maquete do Parque Aquático do CT - Divulgação - A carência de centros de treinamento é enorme e a falta deles dificulta o desenvolvimento dos esportes no Brasil. A construção representa um salto imenso na qualidade do treinamento e de estrutura oferecida para a formação da base dos nossos paratletas – afirma Erinaldo, lembrando que, se continuar assim, o Brasil seguirá o exemplo da Ucrânia, que de tanto investir no paradesporto, se tornou em uma das maiores potências do mundo paralímpico.
 
De acordo com Erinaldo, o centro de treinamento que deve ficar pronto até 2013, visa lapidar a base o mais rápido possível, antes da chegada de 2016. Para isso, abraça crianças em idades diferentes.

- O importante é oferecer a cada aluno/atleta condições de treinamento e um treino adequado. Isso é muito inspirador e fundamental para o desenvolvimento do atleta. Além de ser um local de aprendizado e trabalho, será fonte de oportunidades para profissionais de educação física, de áreas da saúde e de desenvolvimento de novas técnicas.

 


compartilhar no