Vôlei

Retrospectiva 2011: Em ano atípico, seleção masculina salva temporada com vaga em Londres

Na principais competições da temporada, Brasil não sobe ao lugar mais alto do pódio
31/12/2011 08:00 - Atualizado em 31/12/2011 13:41
Por AHE!
RIO

Os jogadores brasileiros comemoram a vaga em Londres - Fivb/DivulgaçãoO ano de 2011 para o vôlei brasileiro foi diferente. Apesar dos títulos pan-americanos e sul-americanos, no masculino e feminino, as seleções passaram por problemas nas principais competições internacionais e não subiram ao lugar mais alto do pódio. Os homens, pelo menos, garantiram vaga nos Jogos Olímpicos de Londres-2012. Murilo foi escolhido o melhor atleta da modalidade no Prêmio Brasil Olímpico.

 

Leia mais: Seleção masculina vence Japão por 3 sets a 0 e vai a Londres

Na seleção masculina, o Brasil foi vice-campeão da Liga Mundial perdendo para a Rússia na final. No Sul-Americano, vitória sobre a rival Argentina. No Pan, com uma equipe mesclada, ouro na decisão diante de Cuba.

 

As meninas tiveram poucas alegrias em 2011, como o ouro no Pan-Americano - AFPLeia mais: Seleção masculina derrota Cuba e fatura o bicampeonato pan-americano

O foco, então, passou a ser a Copa do Mundo no Japão. Além do título, o Brasil buscava uma vaga em Londres. Com uma campanha irregular, incluindo uma discussão áspera entre Serginho e Bernardinho, a seleção conseguiu “apenas” a terceira posição, mas saiu do país asiático com o passaporte carimbado para as Olimpíadas.

 

Leia mais: Em cinco sets, Brasil derrota Cuba e conquista o ouro pan-americano após 12 anos

Entre as mulheres, o ano prometia ser fantástico. Após uma campanha fantástica em todo o Grand Prix, as meninas caíram diante dos Estados Unidos na final. No Sul-Americano, triunfo com sobras. No Pan, após 12 anos de jejum, um novo ouro vencendo Cuba na decisão.

O Brasil, mesmo com uma equipe mesclada, faturou o ouro em Guadalajara - COBEra chegado o momento de brilhar na Copa do Mundo e sair, pelo menos, do Japão com a vaga em Londres. A seleção, entretanto, apresentou um voleibol abaixo do esperado, e ficou fora do pódio. Como consequência, terá que passar pelo Pré-Olímpico da América do Sul, em maio, na cidade paulista de São Carlos.

 

Leia mais: Pré-Olímpico Sul-Americano feminino será disputado em São Carlos

Superliga, Sul-Americano e Mundial

O ano do vôlei, porém, não se resumiu apenas aos campeonatos envolvendo as seleções. Durante 2011 duas equipes brasileiras representaram o país em eventos internacionais: Sesi, no masculino, e Sollys/Nestlé, no feminino.

O Sollys/Nestlé ficou em terceiro no Mundial de Clubes - Fivb/DivulgaçãoNo Sul-Americano, o Sesi faturou o título, mas no Mundial acabou na quarta posição. O Sollys/Nestlé, além do ouro na competição da América do Sul, conseguiu subir ao pódio no Mundial conquistando a terceira posição.

 

Leia mais: Sollys/Nestlé fica com o bronze e Sesi termina em quarto no Mundial de Clubes

Dentro do Brasil, a temporada 2010/2011 da Superliga garantiu ao Sesi o título masculino, enquanto o Unilever levou para o Rio de Janeiro mais um troféu.


compartilhar no