Hipismo

Retrospectiva 2011: Na busca por Londres, adestramento decepciona na vaga por equipes

CCE assegura classificação no Pan, enquanto saltos já entrou na competição garantido
29/12/2011 20:00 - Atualizado em 29/12/2011 20:00
Por AHE!
RIO

Bernardo Alves, que levou o Prêmio Brasil Olímpico nos saltos, faturou o bronze no Pan de Guadalajara - Wander Roberto/Inovafoto/COBO ano do hipismo nacional foi com altos e baixos. Na briga pelas vagas por equipes para as Olimpíadas de Londres, saltos carimbou seu passaporte, assim como o CCE (Concurso Completo de Equitação). O adestramento, entretanto, decepcionou.

Excluindo saltos, que já estava em Londres em função do Mundial de 2010, CCE (Guega Foffanof ganhou o Prêmio Brasil Olímpico na categoria) e adestramento (Luiza Almeida foi a escolhida a melhor de 2011) só tinham essas chances nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara. Para isso, bastava subir ao pódio.

 

Leia mais: Brasil não conquista ouro no hipismo, mas sai com três medalhas do Pan

Mesmo com a vaga em 2012, saltos ficou com a prata. O CCE faturou o bronze, enquanto o adestramento, após o bronze no Rio de Janeiro, em 2007, esperava, pelo menos, repetir o desempenho quatro anos depois. Acabou decepcionando e ficando em quinto.

CCE foi bronze no Pan e garantiu vaga por equipes em Londres - Hector Guerrero/AFPNas disputas individuais, o Brasil subiu ao pódio somente na prova de saltos. Bernardo Alves, escolhido o melhor atleta da categoria no Prêmio Brasil Olímpico, faturou o bronze.

Além dos Jogos Pan-Americanos, o hipismo brasileiro foi bem representado em outras competições. No Global Champions Tour, por exemplo, Álvaro Miranda, o Doda, ficou em terceiro.

 

Leia mais: Doda Miranda conquista feito inédito para o Brasil


compartilhar no