Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro 2007

CidadeRio de Janeiro, Brasil  

Países participantes42

Atletas5.662

Abertura13 de Julho de 2007

Modalidades disputadas35

Delegação Brasileira660

Encerramento29 de Julho de 2007

Quadro de Medalhas

Pos País  
1 Estados Unidos 97 88 52   237
2 Cuba 59 35 41   135
3 Brasil 52 40 65   157
4 Canadá 39 44 55   138
5 México 18 24 31   73
6 Colômbia 14 20 13   47
7 Venezuela 12 23 35   70
8 Argentina 11 16 33   60
9 República Dominicana 6 6 17   29
10 Chile 6 5 9   20
11 Equador 5 4 10   19

+ sobre os Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro 2007

País-sede de um Pan-Americano pela segunda vez, o Brasil fez bonito no Rio de Janeiro e bateu seu recorde de medalhas. Foram 157, sendo 52 de ouro, 40 de prata e 65 de bronze. 


Esse resultado deixou os brasileiros na terceira colocação do quadro geral de medalhas. Cuba ficou em segundo, com cinco ouros a mais do que o Brasil. Os Estados Unidos lideraram o quadro, com 237 medalhas ao todo. Mas, pela primeira vez desde os Jogos Pan-Americanos da Cidade do México, em 1955, não atingiram a marca de 100 de ouro – ganharam 97.


O grande destaque individual do Pan-Americano do Rio foi o nadador brasileiro Thiago Pereira. Aos 21 anos, natural de Volta Redonda (RJ), ele conquistou seis medalhas de ouro, feito que apenas o nadador americano Frank Heckl, nos Jogos de 1971, em Cáli, havia conseguido. 


Da natação, também veio a notícia triste: cinco meses após o encerramento do Pan, Rebeca Gusmão, que havia se tornado a primeira nadadora brasileira medalhista de ouro (ganhou os 50m e os 100m livres), teve as medalhas cassadas após ser flagrada no exame antidoping pelo uso de testosterona. Posteriormente, Rebeca Gusmão também foi banida do esporte. 


Fabricio Mafra, que testou positivo para a mesma substância da nadadora, perdeu o bronze conquistado no levantamento de peso, categoria 105 quilos. Estes foram os primeiros casos de doping em delegações brasileiras durante Jogos Pan-Americanos, segundo o COB.


Campeão por equipes no tênis de mesa, Hugo Hoyama chegou à nona medalha de ouro em Pans, ultrapassando o nadador aposentado Gustavo Borges e estabelecendo um novo recorde na história do Brasil.

compartilhar no